terça-feira, 29 de março de 2016

A ENGENHEIRA QUE VIROU MÃE E ESCRITORA


A catarinense Letícia Kuerten aproveitou a experiência como mãe de gêmeos com paralisia cerebral para escrever um livro que ensina crianças de seis a 12 anos a brincar.

A simples atividade de pintar pedrinhas pode entreter uma criança por horas. Essa foi apenas uma das mais de 100 descobertas que a engenheira de produção Letícia Búrigo Tomelin Kuerten fez quando decidiu deixar a carreira em segundo plano e dar prioridade à tarefa de ser mãe de quatro filhos, dois deles - os gêmeos Leonardo e Gabriel, hoje com 13 anos, com paralisia cerebral.
Cunhada do tenista Gustavo Kuerten, Letícia vem se dedicando, nos últimos anos, a projetos de educação inclusiva e montou uma escola de educação para crianças com paralisia cerebral. "Desde que os gêmeos nasceram, a família se dedica a encontrar coisas que possam estimular cada vez mais as áreas cerebrais do Leonardo e do Gabriel, para que eles possam ter uma vida mais independente.
Foi assim que Letícia tomou conhecimento do método de Educação Condutiva, criado na Hungria na década de 1940 e que vê a lesão cerebral como uma deficiência na aprendizagem. Por meio da Educação Condutiva, ela aprendeu que todo indivíduo tem possibilidade de aprender, mas, no caso de seus filhos, é preciso ensinar o cérebro a fazer ações e buscar sensações que eles não tiveram quando bebês.
Pelo método, Letícia viu ainda que crianças com paralisia são carentes de estímulos e, por isso, é preciso proporcionar a elas situações que normalmente não fariam devido às suas limitações. "Só que isso não acontece apenas às que têm a doença, mas a todas que por algum motivo não conhecem determinadas sensações", explica.
Foi exatamente esse detalhe que estimulou Letícia a escrever um livro para resgatar e incentivar brincadeiras inteligentes, criativas e divertidas, dedicado a crianças de seis a 12 anos com ou sem deficiência.
Lançado em janeiro pela Editora Pandorgar, "Vou Brincar" propõe 20 brincadeiras, com materiais simples, para estimular o desenvolvimento das crianças por meio de atividades saudáveis. O livro é ilustrado por Fábio Brust e tem um formato diferenciado - pequenos caderninhos separados que vêm em um box de papelão. Nas cadernetas, a autora informa o grau de dificuldade de cada atividade, os materiais necessários, a forma de brincar e de deixar a brincadeira mais interessante para crianças mais velhas, além de dar dicas das observações que podem ser feitas pelo adultos enquanto a criançada está se divertindo.


Ficha técnica:
Vou Brincar
Formato: Box com cartas
Tamanho: 16x23
Páginas: 46
Preço: R$ 34,90

Nenhum comentário:

Postar um comentário