segunda-feira, 28 de março de 2016

DE BRAÇOS ABERTOS

Novo símbolo de acessibilidade criado pela ONU enfatiza a harmonia entre os seres humanos e a inclusão para todos, em todos os níveis e em qualquer lugar.

Lembra daquele logotipo azul com o desenho de uma cadeira de rodas? Até hoje essa figura era usada para representar locais com acessibilidade, além de demarcar vagas para pessoas com deficiência nos estacionamentos e assentos em ônibus e metrô.

Daqui para a frente, um outro símbolo - bem mais simpático - será usado no mundo todo para representar a acessibilidade. A figura, criada pela ONU, é composta por um círculo e pelo desenho estilizado de um ser humano, nas cores azul e preto.

Com traços simples, o logotipo simboliza a esperança e a igualdade de acesso para todos. O alcance global é transmitido pelo círculo, com a figura simétrica conectada para representar uma harmonia entre os seres humanos em sociedade. A figura humana universal, com os braços abertos, simboliza inclusão para as pessoas de todos os níveis, em todos os lugares. Isso inclui a acessibilidade à informação, serviços, tecnologias de comunicação, bem como o acesso físico.

A marca foi criada para uso em produtos de informação pública impressos e eletrônicos para aumentar a conscientização sobre as questões relacionadas à deficiência e pode ser usado para simbolizar produtos, lugares e tudo o que é “amigável às pessoas com deficiência” ou acessível.


O novo símbolo foi selecionado pelos Grupos Focais sobre Acessibilidade, que trabalharam em conjunto com uma Força Tarefa Internacionais sobre Acessibilidade criada no Secretariado das Nações Unidas. O grupo incluiu representantes de entidades como Internacional do Povo, o Disability Alliance International, Rehabilitation International, Leonard Cheshire Internacional e Human Rights Watch, entre outros.



"Chama a atenção o fato de o novo símbolo não remeter a nenhum tipo de deficiência, a exemplo da cadeira de rodas do design anterior", observa o blogueiro e psicólogo Damião Marcos no blog Inclusão Diferente. "Talvez o desenho tenha relação com o grupo de pessoas com deficiência ao redor do mundo", diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário